Progressistas retrógrados e conservadores progressistas

 

O que é esquerda e direita? Em nossa modesta opinião, são conceitos totalmente ultrapassados. Que não dizem nada. Precisamos, de um lado, falar em liberais, capitalistas, democráticos, ou seja, desenvolvedores, que fazem países crescerem. De outro, comunistas, destruidores e empobrecedores. Os primeiros são aqueles preocupados com seus países, com seu povo. Com a possibilidade de terem países crescendo e criando o bem estar.

Os segundos, preocupados apenas com o poder, sem nenhum compromisso com o país, com seu povo, com bem estar. Pelo contrário, preocupados apenas consigo, desejosos do poder a todo custo. Portanto, em subjugar, estabelecer ditaduras para manter-se no poder. E, claro, enriquecerem, enquanto a população empobrece.

É isso que a história tem mostrado. O comunismo não fez sequer um único país decente até hoje. É só ver a história da União Soviética, sua cortina de ferro e fechamento das suas fronteiras. Em que criou ricos escondidos enquanto o povo passava fome. E era eliminado ao discordar.

Também Cuba, que já foi, segundo se cita com frequência, o país mais rico e desenvolvido da América Latina no século 19. Que há meio século vive na pobreza, no passado. Com as únicas coisas funcionando, como se diz, no esporte e na saúde. O que nos parece não ser mais também tão verdadeiro.

Vide a Venezuela, que era o melhor país do continente nos anos 1990, com petróleo abundante. Foi tornar-se comunista, com nome de república bolivariana, para se tornar mesmo mais pobre que Cuba.

Coréia do Norte é um exemplo marcante. Desde a guerra da Coréia, em que o país foi dividido entre norte e sul, a discrepância entre os dois é avassaladora. A Coréia do norte, comunista, tem renda per capita de US$ 1,100.00 com pobreza absoluta. E falta de liberdade total de ir e vir.

A Coréia do Sul, um dos países mais pobres do mundo nas décadas de 1960 e 1970, mudou sua história nos anos 1980 com o capitalismo. Com renda per capita de US$ 100.00 em 1963, tem hoje US$ 30,000.00 e com empresas mundiais, fantásticas.

Vide a China, muito pobre até 1978, e o que é hoje desde quando Deng Xiao Ping decidiu que o melhor sistema econômico é o capitalismo e não comunismo. O país que mais cresce no mundo há 40 anos.

Só o liberalismo e capitalismo fazem desenvolvimento. Vide o caminho dos Estados Unidos da América, em contraposição à União Soviética e, agora, a Rússia. A diferença é abissal. Bem como o Canadá e a Europa desenvolvida e outros países pelo mundo.

Com isso, como compreender as mentiras do comunismo ou socialismo, que se autodenominam progressistas? E, pior, aceito por todos. Progressistas do que, se só destroem e atrasam? Alguém tem que provar o termo e mostrar desenvolvimento no atraso.

Progressistas são os liberais e capitalistas. A menos que não saibamos mais qual o significado de progresso. Temos falado há anos que somos um país socialista, a caminho do desastre absoluto. Conforme denunciado há décadas em nossos artigos. Até quando aceitaremos isso? Até quando a imprensa e artistas, em geral comunistas vivendo do capitalismo com seu bem estar, falarão bobagens e ajudarão a atrasar mais ainda o país?

Se Marx jamais tivesse nascido, o mundo, certamente, seria muito melhor.

 

Jornal DCI de 18/08/2018

Avatar

Author: Samir Keedi

-Mestre (Stricto Sensu) e pós-graduado (Lato Sensu) em Administração pela UNIP-Universidade Paulista. -Bacharel em Economia pela PUC-Pontifícia Universidade Católica. -Profissional de comércio exterior desde março de 1972. -Especialista em transportes; logística; seguros; incoterms; carta de crédito e suas regras; documentos no comércio exterior; contratos internacionais de compra e venda. -Generalista em várias atividades em comércio exterior. -Consultor em diversos assuntos relativos ao comércio exterior. -Professor universitário de graduação e pós graduação desde 1996. -Professor e instrutor técnico desde 1996. -Palestrante em assuntos de comércio exterior e economia. -Colunista em jornais e revistas especializadas. -Autor de vários livros em comércio exterior. -Tradutor oficial para o Brasil do Incoterms 2000. -Representante do Brasil na CCI-RJ e Paris na revisão do Incoterms 2010.

Share This Post On

2 Comments

  1. Avatar

    Quero lhe congratular por mais um artigo cirúrgico que denuncia a visão entorpecida e sem autocrítica dos esquerdistas e seus simpatizantes. André Saranz

    Post a Reply

Deixe uma resposta para Samir Keedi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *