Por que shortlines floresceram nos USA, mas no Brasil não?

Por que shortlines floresceram nos USA, mas no Brasil não? 01/10/2018 09:30 – Frederico Bussinger “Olho, e não vejo nada…” (“Ando meio desligado” – Rita Lee) “Dê-me, Senhor, agudeza para entender, capacidade para reter, método e faculdade para aprender, sutileza para interpretar, graça e abundância para falar. Dê-me, Senhor, acerto ao começar, direção ao progredir e perfeição ao concluir” (São Tomás de Aquino) O título acima...

Read More

Se eu fosse presidente…3-final

  Prezados amigos, Dando sequência ao nosso artigo enviado em 23/09 “Se eu fosse presidente…”, e o enviado em 25/09 “Se eu fosse presidente…2”, para relembrar, segue agora nosso terceiro e último artigo da série “Se eu fosse presidente…3-final” publicado no dia 20/03/2014 também no jornal “Diário do Comércio”, da Associação Comercial de São Paulo – ACSP, em nossa...

Read More

Se eu fosse presidente…2

  Prezados amigos, Dando sequência ao nosso artigo enviado em 23/09 “Se eu fosse presidente…”, para relembrar, segue agora nosso segundo artigo da série “Se eu fosse presidente…2” publicado no dia 06/03/2014 também no jornal “Diário do Comércio”, da Associação Comercial de São Paulo – ACSP, em nossa coluna quinzenal à época:   Estamos de volta às propostas da série “Se eu...

Read More

Por que vale a pena ser apaixonado pelo que faz – 35

  É com orgulho que colocamos nesta seção a resposta do amigo, economista e Prof. Vicente de Paula Oliveira, a quem agradecemos o comentário, sobre nosso artigo “Transporte rodoviário: o desperdício“, publicado pela Aduaneiras em 21/09/2018 na nossa coluna mensal. “””””” Ilustre Professor, É preciso que seus artigos cheguem à  Brasília (Senado, Câmara e Executivo). Ideias...

Read More

Se eu fosse presidente…

  Segue, para relembrar, nosso artigo “Se eu fosse presidente…” publicado no dia 13/02/2014 no jornal “Diário do Comércio”, da Associação Comercial de São Paulo – ACSP, em nossa coluna quinzenal à época:   Ao longo dos anos, mais precisamente quase duas décadas, vimos escrevendo sobre os grandes problemas brasileiros. Apontando os graves erros, e dando as soluções. Mas, por mais incrível...

Read More

Transporte rodoviário: o desperdício

  Há duas décadas defendemos, e transmitimos a nossos alunos e interlocutores, que o rodoviário é o modo de transporte mais caro que existe. Mais caro que o transporte aéreo. Obviamente que, a priori, ficam todos surpresos. Mas, explicando, fica claro. A ideia geral, e nunca vimos colocado de outra forma, é considerar o aéreo o mais caro de todos os modos de transporte. Isso ocorreu durante quase 15 anos, quando sempre formos...

Read More